O BNDES iniciou o roadshow para vender as debêntures participativas que possui da Vale, cujo valor esperado é de 2,5 bilhões de reais. Essas notas de crédito especiais preveem o desenvolvimento conjunto de determinadas jazidas minerais inexploradas, e a participação proporcional em quaisquer benefícios financeiros obtidos a partir do desenvolvimento destes recursos.

As debêntures foram emitidas nos anos 1990 como forma do governo se proteger de uma má venda da Vale. Com os papeis, caso essas jazidas, localizadas principalmente na região Norte do país, mostrassem-se altamente produtivas, o governo poderia extrair um pouco mais de valor da privatização. A expectativa é que a venda seja concluída até o fim deste ano.

Como não há um mercado consolidado para a venda deste tipo de debêntures, o BNDES contratou o banco Bradesco BBI para ajudá-lo na operação.

Fonte: Veja.